Imagem capa - Tudo o que você precisa saber para ter seu ensaio gestante perfeito por Jaqueline Porto
DicasLifestyleEnsaios de Gestantes

Tudo o que você precisa saber para ter seu ensaio gestante perfeito

O teste de farmácia deu positivo, na ultrassonografia o coração já está batendo a 180 por minuto, ou mais. A família toda feliz, avós super contentes, parentes se oferecendo como padrinhos e vocês alternando um misto de insegurança, gratidão, alegria e nervosismo.
E no meio disso tudo, entre listas de enxoval, exames médicos contagem de fraldas descartáveis, tem o seu Ensaio Gestante, esse momento de registrar em imagens todo esse amor que está transbordando dentro de vocês.
Com quase 9 anos de experiência em fotografia de famílias, tendo registrado várias grávidas, afirmo que vale super a pena investir nesse momento e quanto mais você planejar a sua sessão de fotos, maiores são as chances de tudo sair perfeito, no tempo certo e sem vocês desanimarem no meio do processo.
E para você não se perder em tantos detalhes, preparei um Guia Especial contendo tudo o que você precisa saber para tornar o dia do seu Ensaio Gestante um momento mais do que especial na história de vida de vocês e também na do seu filho (a), que com toda certeza vai adorar ver as fotos de quando estava no forninho.



ANTECEDÊNCIA

Essa precisa ser a palavra de ordem na hora de planejar seu ensaio gestante. Comece idealizando o que você quer, separando fotos que te inspiram, referências e pesquisando fotógrafos profissionais. Vale pedir indicação às amigas que já fizeram ensaios ou ir naquele profissional que você já estava sondando pelo Instagram ou google. Só não vale deixar tudo para última hora e sair escolhendo de qualquer jeito. É um dia muito importante para ser resolvido "no jeitinho". Arrependimento e frustração são palavras que não queremos no seu vocabulário.

ÉPOCA DO ENSAIO 

Dez entre 10 grávidas que me procuram perguntam isso: "Com quantas semanas devo fazer o ensaio?". E a resposta é única: entre 28 e 32 semanas. Mas por que, Jaque? Explico: no período a partir de 28 semanas, a barriga praticamente já está no formato final e a partir daí vai "apenas" crescer. Sabe barriga redondinha? Por aí. Normalmente, também é a época em que você não está inchada, nem doida com os preparativos para a chegada do baby ou com aquele enorme cansaço de barriga pesada da reta final.
Ah, e a razão mais legal, na minha opinião: é a época ideal para dar tempo de você receber as fotos tratadas e usar no chá de bebê, na maternidade, decoração do quarto do baby ou fazer um álbum e ter ele em mãos para quando receber visitas. Muito bom esse último motivo, não é?


Mas, Jaque, já passei dessas semanas, posso fazer? Claro! Já fotografei gestantes com 37, 38 semanas, seis meses...Grávidas que pariram no dia seguinte do ensaio ou que o bebê nasceu poucas horas após o fim da sessão...rs (Estão todos vivos, saudáveis e felizes. Fiquem tranquilas...rs). O que expliquei acima foi uma sugestão do que eu sei que dá certo. Não quer dizer que se for um período diferente desse o resultado ficará ruim.

AGENDAMENTO

Sabemos que a maioria das gestantes ainda trabalham no período do ensaio, mas acreditem, é muito melhor agendar em dias de semana. Se for ensaio externo, isso nos poupa de encontrar locais cheios, dificuldades para estacionar e 1597 pessoas saindo atrás da sua foto ou pior: ocupando o local onde tínhamos planejado fazer aquela pose maravilhosa. Quem já fotografou na Praia da Urca, por exemplo, em dia de sábado ou domingo, sabe perfeitamente do que estou falando. É punk! 

Mas e se a sessão for na minha casa? Ainda assim vale muito a pena agendar dia de semana. Não significa que final de semana nada fica bom. Não é isso. Mas imagina só se você ainda trabalha o dia todo e justo no final de semana que poderia descansar, vai tirar fotos? Pode ter certeza de que teremos cansaço acumulado da semana refletindo nas imagens.



HORÁRIOS 

Essa parte pode variar de acordo com o local escolhido para a sessão. Em ambientes externos é interessante agendar próximo ao horário da "Golden Hour", que é ponto mais bonito da luz do sol. Sendo assim, pela manhã, ideal é estar lá antes do sol começar a nascer e se for à tarde, marcar cerca de uma hora antes do horário do pôr-do-sol.

Se a sessão de fotos for dentro de casa outros locais fechados, na meta de usar somente luz natural, o horário das 10h pode ser legal em ambientes que recebam o sol da manhã e a partir das 13h para locais que recebam o sol da tarde.


A ESCOLHA DO LOCAL

Normalmente, essa parte costuma ser a mais conversada entre fotógrafos e clientes e a que gera mais duvidas. Apesar de toda atratividade de pontos turísticos que temos pelas cidades e locais já super conhecidos por profissionais da área, eu gosto de indicar que essa escolha seja feita levando em consideração a memória afetiva do casal. De que adianta fazer na praia se você nem gosta e raramente vai? Apesar de a luz natural e locais livres e bem conservados proporcionarem um resultado fotográfico incrível, é possível explorar aquele restaurante descolado que marcou o primeiro encontro de vocês, ou uma biblioteca que faz parte da sua história de vida. Vamos pensar fora da caixa?

E se nas suas memórias, nada disso fizer sentido, escolha sim pela beleza das imagens do que você já pesquisou ou até mesmo repita o local do ensaio de alguma amiga sua. Porque não? Existe um mundo de possibilidades!

MAQUIAGEM E CABELO

Normalmente, costumo recomendar uma maquiagem leve, característica de luz do dia, com um olho bem trabalhado, mas sem sombras pesadas. Porém, a sua atitude e personalidade é que precisam comandar isso. De toda forma, é importante investir nesse item, seja contratando uma profissional ou fazendo por conta própria, caso você tenha esse conhecimento.



Mesmo que você não seja uma mulher muito focada em maquiagem (Eu, por exemplo, não sou), cuidar dessa parte é fundamental. O que não pode é pensar: são só umas fotos. E isso vale para tudo: make, cabelo, roupa e acessórios. Não é um dia simples! É o dia de registrar seu relacionamento com seu grande amor da vida: seu filho (a). E isso merece cuidado e investimento. É um dia único! 

Roupas: Não há como definir essa parte sem experimentar opções, ir para a frente do espelho e testar, testar, testar. Acha que nada no seu armário fica legal? Então compra! Não precisa sair do shopping falida: duas trocas de look são mais do que suficiente. E vale também pedir emprestado para as amigas. E existem truques que fazem com que um look pareça dois, como troca de acessórios, de cropped ou bata. Vou fazer um post especial só sobre isso. Vocês querem?

Ah, e não se esqueça da roupa do seu companheiro, companheira ou acompanhante. Não dá para você ir incrivelmente linda e eles com look: "vou ali na padaria e já volto". Invista neles também, revire o armário, organize as combinações, contraste com as suas escolhas e veja se tem harmonia. Não esqueça que a estrela do ensaio é você, mas a presença de quem você escolheu é muito importante e merece cuidado e atenção.



ACESSÓRIOS 

Sapatinho, ursinho, camisa do time… Você super pensou em alguns destes itens quando começou a idealizar seu ensaio. Tem que levar? Não sei! Quem decide isso é você e seus sentimentos em relação ao item. Precisa do acessório para o ensaio ter um bom resultado? Não, não precisa, definitivamente, mas é seu coração quem manda nessa decisão e se você decidiu que sim, vale trocar ideia com o fotógrafo escolhido para que objeto tenha destaque nas imagens. Um tratamento especial, digamos assim. :)



E A CONEXÃO?

Não vou te enganar, se você não e ou foi modelo, as chances de ficar tímida na frente da câmera é muito alta. E e para isso que eu existo, para te passar confiança a cada clique. A questão é que sozinha não faço milagres e tem outro fator importante nisso tudo: Seu companheiro (Vou usar aqui a palavra masculina, mas vale companheira ou outra companhia que você queira) e muito do bom resultado das imagens, depende da conexão entre vocês, do comprometimento de estar ali de corpo, alma e coração.

A dica que dou é vocês “treinarem juntos” uns 3, 4 dias antes do ensaio. Fiquem em frente ao espelho, façam poses, troquem sorrisos, carinho, cosquinhas, coloquem uma música agradável, dancem juntos: divirtam-se. Eu sei que normalmente a mulher é quem toma as decisões, mas vale tanto a pena incluir o companheiro nisso: no processo de escolher o profissional, na escolha das roupas, decidir dia, horário e local. Quanto mais envolvido ele estiver, maiores as chances de comprometimento. E treine você sozinha também: faça uns carões, coloque um batom poderoso, veja seu rosto sorrindo, sua expressão séria, experimente as roupas e imagine-se naquele dia.


A PARTICIPAÇÃO DOS IRMÃOS

Se você já tem outros filhos, inclusive filhos PET, a presença deles é muito importante nesse dia. Não importa a idade ou quantidade, mas o seu ensaio deve ser planejado incluindo essa participação mais do que especial e isso significa pensar mais ainda no local e na combinação de roupas. Para quem têm filhos pequenos, e está gestante, escolher um local que não tenha nenhum atrativo para o primogênito pode fazer com que a criança fique entendiada mais rápido e não queira participar. É fundamental combinar com seu fotógrafo que ele faça primeiro as fotos já com o irmão, para evitar o cansaço da espera. Se for possível levar algum parente, amigo ou babá para ajudar a distrair a criança enquanto são feitas as fotos do casal, ótimo também. 

Ah, e por favor, relaxa. Nada de pedir para a criança: "Sorri pra tia", "Vem cá tirar foto com a mamãe". Tudo isso é muito chato e ai a criança que já não está em um momento dela pode ficar ainda mais irritada. Existem estratégias de convencimento e distração naturais, que fazem com que tudo se torne agradável para os irmãos. Converse com o seu fotógrafo sobre isso. 


E se você gostou destas dicas, comenta aqui ou compartilha nas suas redes sociais, vamos trocar uma ideia. Se tens alguma amiga grávida, indica pra ela. 

Beijo, pessoal.