Ensaio de amigas Urca, Rio de Janeiro

Ensaio Juliana e Fabi I Amizade é um amor que nunca morre!

Amizade é um amor que nunca morre!
Amigo é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito!
Quem tem amigos não morre pagão!

Quantas vezes na sua vida você já ouviu pelo menos uma destas frases? Se você tem mais de 20 anos e têm amigos, em algum momento você já ouviu ou já falou assim para se referir sobre a importância dos seus amigos na sua vida.
Alguém discorda que ter amigos é uma das coisas mais importantes da vida? Duvido muito.

E, para mim, entre todas estas frases, a mais valiosa de todas é “Amigos são a família que a gente escolhe”.
Juliana e Fabi eram família. Digo eram porque há algum tempo não tenho mais contato com elas, mas sei que elas ainda se amam, ainda que agora distantes. Este ensaio, realizado em 2015 (Sim, estou revirando meu baú de Hds externos) era para representar essa separação que ia acontecer com as duas. Depois de muito tempo juntas, cada uma estava seguindo seu caminho. A Ju ia sair do Brasil e a Fabi se casar. Momentos tão importantes na vida de qualquer pessoa e elas estavam lá, uma com a outra, celebrando o que poderia ser apenas mais um rito de passagem na vida adulta.

Quais amigos seus estavam ao seu lado quando você mais precisou?

E não estou falando de momentos ruins, aqueles em que pensamos: Preciso muito de alguém. Estou falando das oportunidades boas que a vida te traz, das transformações, que por vezes vem com dor, do fim dos ciclos. Quem estava com você nessas horas? Quem te apoiou, torceu, ficou feliz por você?

Esses são os seus grandes amigos e pode até ser que eles também sejam sua família de sangue e tudo bem. Melhor ainda, né? Mas se não forem, reconheça-os onde quer que eles estejam e retribua. Amizade e amor são sinônimos e amar é verbo, é mandamento.

Não é só o sentimento que você sente, aquela adoração ou carinho por alguém que infelizmente sua agenda cheia de conversas no whatsapp não te permite encontrar.

Amor foi feito para amar!
E seus amigos precisam saber disso.

Esteja com eles. Seja presente, crie memórias. Nos bons momentos, principalmente. Honre as vitórias de quem você diz amar.

Neste ensaio, tudo o que pertencia a elas estava lá. A Urca, os Pretzels, o sol, o café do Starbucks, as poses, a luz. Um dia delas, tudo para elas, porque ali existia um motivo maior, a razão de prolongar para além da despedida um sentimento enorme de gratidão de uma com a outra por terem se encontrado nessa vida.

Como eu disse acima, não tenho mais quase contato com elas, falei outro dia pelo IG com a Ju, ela ainda está fora do Brasil e esse carinho entre ambas ainda existe. Provavelmente, um pouco mais distante, por razões reais (e não falta de agenda), mas a memória real dessa amizade permanece.

Eu desejo para a minha vida e para a sua tudo o que eu vi nesse dia. Foi tão divertido e leve, com a ajuda dos noivos dela como assistentes, e pouco tempo depois descobri que estava grávida de Leona. Espero de fato que mais e mais grupos, duplas, trios, de amigos e amigas optem por registrar seus bons momentos. Investir nesse relacionamento, assim como investimos em tudo o que nos trás alegria.

Sou fotógrafa de famílias e te afirmo que família não é só papai, mamãe, filhos e catioríneos, mas sim todo amor que você consegue dar e receber das pessoas.